Entre em Contato

11 3057.3003

Calendário de Vacinação


Manual de Vigilância Epidemiológica de Eventos Adversos Pós-Vacinação

Confira o manual completo (em PDF)

Calendários Vacinais:

O Calendário Vacinal é um conjunto de orientações específicas, padronizadas segundo critérios de faixa etária, sexo e ocupação. Existem atualmente no Brasil seis calendários vacinais, definidos pela Associação Brasileira de Imunizações (SBIm): Calendário de Vacinação do Prematuro, Calendário de Vacinação da Criança, Calendário de Vacinação do Adolescente, Calendário de Vacinação do Adulto e do Idoso, Calendário da Mulher e Calendário Ocupacional, visando à saúde do trabalhador exposto a riscos.

Confira abaixo os calendários vigentes no Brasil:

Esta seção reúne os links mais importantes das áreas de imunobiológicos, de medicina e farmacêutica.

Associações e Conselhos

Federações e Sociedades

Organizações Internacionais

Informações sobre Medicamentos

Órgãos do Governo

2017

Nota Técnica: Febre amarela - 17/04/2017

Documento reúne informações sobre a doença, resume o cenário epidemiológico do país e tece considerações importantes sobre o uso da vacina.

Leia o documento na íntegra


Nota Técnica: Vacina Influenza 2017 - 29/03/2017

Documento reúne dados a respeito do impacto da doença? no país e esclarece dúvidas comuns, como diferenças entre os imunobiológicos disponíveis, eventos adversos e intercambialidade.

Leia a nota na íntegra.


* Nota Técnica SBIm/ASBAI/SBP: Vacina Rotavírus - 08/02/2017

Documento faz uma breve revisão sobre a doença rotavírus, as vacinas hoje licenciadas e a importância de sua utilização, além de comentários sobre alergia alimentar, com o objetivo de esclarecer e orientar o profissional da saúde, especialmente o pediatra, para adequada orientação ?

Leia na íntegra aqui.


* Nota Técnica SBIm/SBI/SBP - Vacina Dengue - 31/08/2016

A SBIm, a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) elaboraram parecer conjunto sobre a vacina Dengvaxia®, do laboratório francês Sanofi-Pasteur, primeira contra a dengue a chegar ao mercado.

No documento, as entidades orientam os indivíduos de 9 a 45 anos que vivem em áreas de risco a se vacinarem ?

Leia na íntegra aqui.


* Nota Técnica: Recuperação de doses em atraso de DTPa, hepatite B, VIP e Hib - 05/07/2016

Em virtude da falta das vacinas Hexa (Hep B+VIP+DTPa+Hib) e da vacina Penta (VIP+DTPa+Hib) enfrentada pela rede privada, reproduzimos uma tabela para auxiliar na atualização dos atrasos desses componentes, para crianças entre 4 meses e 6 anos de idade.

Além disso, ressaltamos:

  • Não há intervalo máximo entre doses. É imprescindível, contudo, respeitar os intervalos mínimos.
  • Esquemas iniciados, a princípio, não devem ser recomeçados. Doses aplicadas são consideradas válidas.
  • O indivíduo só é considerado imunizado após o término do esquema.
  • O calendário deve ser finalizado o mais brevemente possível.

Leia o documento na íntegra aqui.


*Nota Técnica: Surto de febre amarela silvestre em MG - 23/01/2017

Documento, elaborado pela Sociedade em parceria com o infectologista Argus Leão Araújo, reúne informações sobre a doença, resumo cenário epidemiológico e tece considerações importantes sobre o uso da vacina.

Leia o documento na íntegra (Atualizado em 29/03/2017).


* Ajuste no Calendário da Criança 2015/2016 - 16/06/2016

A SBIm informa que o comentário referente às vacinas meningocócicas conjugadas no Calendário Infantil 2015-2016 foi alterado no dia 13 de junho.

Confira o documento na íntegra aqui..


* Ajuste no Calendário da Criança 2015/2016 - 16/06/2016


A SBIm informa que o comentário referente às vacinas meningocócicas conjugadas no Calendário Infantil 2015-2016 foi alterado no dia 13 de junho.

Confira o documento na íntegra aqui.

*Um conjunto de orientações específicas para cada faixa etária e também visando à saúde do trabalhador exposto a riscos.

Os calendários contemplam também as vacinas disponibilizadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI)


* SMS-SP: Alerta febre amarela - 17/01/2017


Apresenta instruções para a investigação de casos suspeitos, bem como recomendações da vacina

Leia a íntegra do documento aqui.